25 de abril de 2015

Capitulo 13 - Tudo Normal

Dois dias se passaram desde o acidente e Zac, ele agora se recuperava em casa, Vanessa havia feito seu exame final na auto escola e agora possuía um carro que amado insistiu em presenteá-la, ela ia todos os dias para a casa de Zac, estava tudo tranquilo, não houve mais ameaças contra o casal, Vanessa desconfiava que Alan tinha ido embora.
- Amor?
Chamou Zac procurando Vanessa pela casa, logo ela apareceu,
- Zac, o médico disse repouso absoluto por 1 semana – repreendeu-o
- Eu sei – Coçou a cabeça envergonhado – É que estava com saudades – Sorriu
- Eu já estava voltando amor – Acariciou o rosto dele – Só fui até a biblioteca pegar um livro, vem vamos lá para cima.
Iolanda estava de férias, então Vanessa estava no comando, como dizia Zac. Anna também havia ganhado folga já que Vanessa ficava o tempo inteiro com o namorado cuidando a mimando.
- Vai para aula hoje? – Perguntou ele acariciando os cabelos dela
- Não, hoje é a prova final para os alunos que não obtiveram a média – olhou para ele – passei sobrando
Ele olhou para a namorada orgulhoso de sua facilidade com as coisas, principalmente com a faculdade já que escolherá um curso que precisa ler e entender muito bem as coisas e as pessoas
- Ótimo assim curto mais minha morena
- Amor, você me curte todos os dias.
Riu
- Eu sei mais hoje você não tem aula, então da para curtir um pouquinho mais.
- Seu bobo
Beijou ele, o beijo ficou quente, as mãos se perdiam nas caricias dos corpos, estavam totalmente enrolados um ao outro, logo as roupas estavam no chão, juras de amor foram trocadas aquela noite enquanto ambos se entregavam um ao outro numa noite de amor maravilhosa, trocando juras e palavras de amor.
No outro dia, Zac sentiu o sol quente bater em suas costas e corpo de Vanessa ainda enroscado ao seu, ela dormia tranquilamente, olhou para o relógio eram 7:30 sabia que logo ela acordaria, já que voltaria a trabalhar naquele dia. Ele levantou-se e foi ao banheiro, escovou os dentes e tomou um banho, desceu as escadas lentamente, e com toda a sua pouca pratica na cozinha, começou a preparar o café da manhã.
Vanessa acabará de acordar, com o barulho de algo quebrando no chão, vestiu a camisa de Zac que estava jogada no chão, e desceu as escadas, sorriu ao ver o desajeitamento do namorado em preparar o café da manha e sorriu, voltou para o quarto e se arrumou já que as 8:30 teria que estar no escritório, tomou banho, escovou os dentes e desceu novamente.
- Bom dia amor – Sorriu Vanessa
- Bom dia anjo, preparei o café – Disse Zac sorrindo orgulhoso ao terminar de por as torradas e os ovos no prato
- Deve estar delicioso – Sorriu
- Não sei, tentei seguir o que você faz.
- Então vai estar bom, aprendesse com a melhor.
- Convencida
- Realista amor – colocou um pedaço de torrada na boca – Hmm.. Tá bom mesmo amor, e você mesmo diz que eu sou a melhor na cozinha.
- Eu sei que eu digo – Sorriu
- Então, não estou sendo convencida!
- Amor, você notou que o natal está chegando.
- Uhum, temos que montar a sua árvore de natal, e eu e a Ahley temos que comprar uma pra por no apartamento falou lembrando.
- Adoro montar árvore de natal – Sorriu criança
- Também adoro – sorriu – Mais acho melhor eu ir se não vou me atrasar
- Está bem, volta a noite? Pra cuidar de mim
- Volto, até porque hoje é sexta e amanhã você podia me ajudar a achar uma árvore legal pra por no apartamento.
- Tudo bem
- Ei vou indo – pegou as chaves do carro – Eu amo você
- Acariciou o rosto dele
- Eu também te amo – Beijou a mão dele que chegava ao fim de seu rosto, e depois lhe eu um beijo apaixonado.

 -----------------------------------------------------------------------------------------------------

Comentem, já já posto mais não vou demorar como antes prometo, quero terminar essa (não sei quantos capitulo tem, não escrevi todos ainda) , para começar a nova que já estou escrevendo e acho que vão gostar.
Beijos, até loguinho FUUI

20 de abril de 2015

Capitulo 12 - Tudo vai ficar bem

Vanessa chegou ao hospital alvoraçada, foi correndo em direção à recepção.
- Por favor, o Dr. Zachary Efron, ele acabou de dar entrada sofreu um acidente.
- Sim, ele está na sala de pequenos procedimentos, provavelmente, sutura.
- Sabe se ele está bem? – Perguntou nervosa
- Ele chegou inconsciente, deve estar sedado nesse momento em função da dor da sutura.
- Ok, obrigada!
Vanessa sentou em uma das cadeiras, aquilo a agoniava, os minutos se passavam foram 5, 10, 15, 20, 30, 4º e nada de noticias, essa angustia de não ter noticias, logo Vanessa notou um casal que também estava perguntando por Zac, agora lembrara que ainda não havia conhecido os pais do namorado, por conta do tumulto da vida dos dois, nesses 6 meses, a recepcionista apontou para onde Vanessa estava.
- Olá, você está esperando noticias de Zac?
- Ah, sim, desculpem-nos sou Vanessa, namorada do Zac
- Ele havia comentado de você – Olhou Vanessa de cima a baixo – Starla, mãe de Zac
- Prazer
- Sou David, pai dele – Sorriu terno.
- Prazer senhor
- Então a quanto tempo está aqui, a espera?
- Faz 40 minutos senhora
- Então – Continuou Starla – Como se conheceram?
- Bom, minha família é de San Francisco, vim para Nova York atrás de emprego, e me candidatei ao cargo de cozinheira na casa do Zac, trabalhei para ele durante 5 meses e depois, começamos a namorar
- Seus pais fazem o que?
- Meu pai, trabalha em uma empresa, na produção, e minha mãe é sócia de uma pequena loja de roupas.
- Você é formada?
- Somente até o colegial – Abaixou a cabeça envergonhada
- Não precisa ter vergonha querida – Disse David
- Mas, faço faculdade agora, curso Direito.
- Futura advogada
- Com licença, parentes do senhor Efron?
- Sou a mãe, como meu filho está?
- Bom agora ele está no quarto, dormindo, está sedado deve acordar pela manhã ou comente pela madrugada
- Mais ele está bem doutor?
Perguntou Vanessa
- Sim, somente um corte profundo na testa e alguns machucados, nada de grave graças a Deus
- Que bom
Sorriu aliviada
- Podemos ve-lo? – Perguntou David
- Claro quarto 310
- Você que ir primeiro querida?
- Não, vocês podem ir – respondeu a David – Vou em casa buscas roupas para Zac, depois passo a noite aqui
- Que audácia!
- Starla!
Repreendeu a esposa e Vanessa arregalou os olhos
- Ora David, ela só está com Zac por causa do dinheiro dele
- Starla não fale besteira
- Desculpe mas, eu amo o Zac, e dinheiro, dinheiro nunca me fez falta, venho de família humilde, não tenho carro ando de ônibus, trabalho, divido o apartamento com uma amiga, mas nunca me importei com o dinheiro do Zac, eu amaria ele mesmo que ele não tivesse todo esse dinheiro, o amor é maior que ouro, prata, diamante, dinheiro ou qualquer outra coisa, eu amo seu filho Senhora Efron, nunca duvide disso.
Com os olhos cheios de lágrimas Vanessa virou as costas e saiu, logo tras escutou uma voz que a chamava, era David
- Vanessa, desculpe-me pela Starla, ela não mede as palavras, ela não sabe o que diz.
- Tudo bem, eu sou pobre ele rico, uma hora alguém ia dizer que eu sou interesseira.
- Quer que eu leve você?
- Não eu vou de ônibus
- Certeza?
- Sim, obrigada
Vanessa pegou o ônibus e foi até a casa de Zac, lá colocou algumas roupas numa pequena mala,  volteou ao hospital de táxi, assim que chegou, foi até o quarto de Zac, os David e Starla já haviam ido.
- Que susto que você me deu amor – Disse fazendo carinho nos cabelos dele – Eu te amo tanto.
Sentou no sofá que ali havia, olhou as horas já eram 22:00,ficou observando Zac e pegou no sono. Acordou no outro dia por volta das 8:00 providenciou de ligar para o dr. Silver avisar do ocorrido e que não iria ao trabalho. Quando voltou para o quarto viu que Zac havia acordado
- Amor que susto você me deu
- Oi, meu anjo
- Fiquei tão preocupada
Abraçou-o de leve
- Desculpe não foi minha intenção
- Eu sei, foi culpa do Alan
- Quem é Alan?
- Depois te explico, seus pais estiveram aqui
- Então você os conheceu?
- Sim, e sua mãe não gostou de mim
Fez careta e Zac sorriu
- Não falo com ela, ela sempre quer interferir nas minhas escolhas, já meu pai é calmo e compreensivo.
- Mas que bom que você acordou
Sentou ao lado da cama pousando a cabeça no peito dele
- Agora vai ficar tudo bem – Sorriu
- Eu sei que vai

Sorriu, dando um beijo calmo nos lábios do amado.

18 de abril de 2015

Capitulo 11 - Acidente

Alguns meses haviam se passado, para ser especifica 5 meses. Zac e Vanessa estavam felizes juntos. A vida profissional de Zac não poder estar melhor já Vanessa havia conseguido emprego em um escritório de advocacia como recepcionista assim ia aprendendo já que estava cursando Direito, estava também cursando a auto-escola, Zac fazia questão de que a namorada soubesse dirigir e tivesse um carro para não ficar sempre dependendo de ônibus quando ele não podia levar por causa dos plantões tumultuados, o novo apartamento que Vanessa dividia com Ashley era bonito, arejado e espaçoso e o aluguel acessível.
Nesse momento Vanessa  estava trabalhando, trabalhava com o Dr. Silver um advogado de idade.
- Advocacia Silver, boa tarde, em que posso ajudar?
- Olá Vanessa
- Desculpe, com quem falo?
- Não conhece mais minha voz? Sou eu Alan
- Alan? O que você quer? Precisa de um advogado por acaso?
- Não querida, só quero dar um aviso
- O quê?
- Seu namoradinho está com as horas contadas
- Como?
- Até mais querida, já dei meu aviso
Ele desligou, Vanessa ficou perplexa, e rapidamente ligou para o consultório de Zac
- Consultório médico, boa tarde
- Giana, sou eu Vanessa, o Zac está ocupado?
- Olá senhorita Hudgens, só um momento vou passar a ligação
- Obrigada Giana
Em alguns segundo Zac atendeu
- Oi, meu amor
- Zac, querido, quando
 é seu último paciente?
- Em algumas horas, acho que as 17:00 por quê?
- Você vai direto para casa hoje?
- Não sei meu amor, acho que passo no hospital para fazer visitas aos pacientes para depois ir, você quer que eu saia antes? Vai mais cedo para aula?
- Não amor, só queria avisar que não vou para aula hoje quero ficar com você
- Está bem princesa, passo para te pegar aí ok?
- Não precisa, eu vou de ônibus
- Amor, deixa eu te buscar
- Não precisa, eu vou de ônibus, se eu conseguir chegar antes faço uma comidinha para nós
- Vanessa, aconteceu algo?
Zac notou que a voz dela estava tensa
- Não Zac, porque?
- Sua voz esta tensa
- Impressão sua amor
- Ok então.
- Beijo amor, amo você
- Também te amo querida
Vanessa colocou o telefone no gancho, mais estava tensa, era 17:30 quando o Dr. Silver a liberou, ela pegou um ônibus e foi para casa de Zac, ao chegar lá, dispensou a cozinheira para ir para casa, Iolanda a recebeu telefone tocou e Iolanda o levou até Vanessa
- Alô
- Senhorita Vanessa?
- Sim com quem falo?
- Sou Mary, recepcionista do Hospital Central
Vanessa gelou
- Sim, pode falar
- O Dr. Efron acabou de dar entrada, sofreu um grave acidente de carro a caminho do hospital
- Eu estou indo para aí
Vanessa entregou o telefone para Iolanda e pegou o primeiro ônibus para o centro, maldito Alan, pensou amorena.
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Capitulo entregue, desculpem-me  pela demora, faculdade, provas, tomaram meu tempo. Mais aí está espero que gostem e comentem.
Beijos :*